18.06.2019

Não soube lidar com o nascimento da criança. Largou o emprego, saiu de casa com uma mochila nas costas e nunca mais voltou. Enlouqueceu, como dizem. Encontrou o filho vinte e dois anos depois, em uma praia deserta e dramática. Somente o reconheceu, quando ele se aproxim...

13.03.2019

Um frango a passarinha pra dois, uma porção extra de arroz, uma jarra de suco, e, pra acompanhar, um áudio antes de vomitar no banheiro, por favor.

Pare. Falou em voz alta para si mesma. Ela queria parar, ficar interrompida, mas a respiração lhe escapava e os dedos, conf...

25.11.2018

Eu sou como folha seca que cai, sem mais, nem menos. Livre de escolhas, livre de si. Quem sou eu ao sabor do vento? Incapaz de dar meia volta, já escrita por estrelas, luas, planetas e pedras. Quem sou eu ao sabor do tempo? Ignoro – nada me desperta. Não me agrida, que...

25.11.2018

Eu estou parado, mas minhas veias pulsam e se conectam e se movem. Eu estou deitado, mas meus pés correm em disparada pelo mar que me lava dos dias vividos. Eu estou só, mas meus braços se arrepiam dos afagos que ficaram comigo. Eu estou no escuro, mas eu vejo meu próxi...

25.11.2018

A mim, a paz dos caminhos pouco trilhados, onde o tempo lagarteia. A mim, o silêncio das nuvens. A mim, o desvario e suas asas. A mim, os castigos premeditados por erros que não podiam deixar de ser cometidos. A mim, as pálpebras adormecidas, as palavras que pouco impor...

</